Copa do Mundo, tráfico de mulheres e prostituição

Share to Pinterest Share to Google+ Share by email
Source: 
Davida
Download this resource: 
Year: 
2015

A Copa do Mundo é um pretexto para boatos e disparates sobre tráfico de mulheres exploradas sexualmente, e esses boatos são pretextos para oprimir a prostituição. Esses boatos surgiram na Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, na de 2010 na África do Sul e na Copa de 2014 no Brasil, e nada foi comprovado.

Desde o século XIX são construídos discursos e criados estigmas sobre a prostituição, que ainda confinam as prostitutas ao gueto da doença.

Devido a ondas migratórias, grupos feministas e políticos conservadores ainda fazem campanha sobre o tráfico de mulheres, baseada na premissa de que todas as prostitutas migrantes são traficadas e todas as mulheres traficadas são forçadas a se prostituírem.

Prostituição e tráfico de pessoas: teorias e cotidianos

Entre o fim do século dezenove e início do século vinte, as discussões sobre tráfico de pessoas são engendradas por ansiedades ocasionadas pela migração de mulheres que viajavam sozinhas para viver no exterior e por ideias sobre captura e escravização de mulheres para prostituição em outros países.

O tráfico de seres humanos tem sido alvo de um reforço legislativo que visa a combater e criminalizar esse fenômeno, mediante a adoção de medidas que procuram punir seus agentes (traficantes) e incrementar, ao menos no discurso, os direitos de suas vítimas (pessoas traficadas). No entanto, pesquisadores que desenvolvem investigações acerca do mercado do sexo têm alertado que, nas entrelinhas desse debate, se ocultam estratégias que alegando combater o tráfico de pessoas buscam, na verdade, reprimir a prática da prostituição.

Design de contestação é a marca da grife Daspu

Daspu é a grife da ONG Davida cujos produtos, especialmente camisetas, produzem novos sentidos sobre a prostituição, afirmando libertariamente a identidade da prostituta, em frases e estampas sobre direitos, cidadania e auto-estima. Para mais detalhes, visite http://www.daspu.com.br/

 

Beijo da Rua é uma publicação mensal da ONG Davida com notícias sobre a indústria do sexo e o movimento organizado de prostitutas fundada pela Gabriela Silva Leite e com apoio do Programa Nacional de DSTs e Aids – Unesco.

 

Você pode baixar este documento de 12 páginas acima em formato PDF. Este documento está em Português.